NOTÍCIA

João Pessoa - PB, domingo, 8 de fevereiro de 2004

 

Contraste

 

A chuva deixou seu legado (se é que já acabou mesmo). Foi tanta água que houve mescla de lucro com prejuízo. Os mais afetados foram aqueles que desejavam, avidamente, vê-la entornando do céu: os agricultores. Coitado do sertanejo: se não chove, é péssimo; se chove demais, é ruim também. Perder a lavoura por causa da água em excesso é uma ironia daquelas que não dá para esquecer.

Há cerca de dez ou quinze dias, conversava com uma lavradora de Teixeira e outra de Princesa. O comentário era o seguinte: "Se não houver uma estiagem de pelo menos 8 dias, com medo do que pode acontecer."

A solução agora é rezar e pedir para São Pedro dar uma trégua, como de fato vem ocorrendo há dois dias em Princesa. Que fiquem como consolo os açudes, quase todos cheios, e o pasto em fartura para o gado.

(Mardson Medeiros)

 

Condição das estradas 2

 

Recomenda-se bastante cautela aos motoristas. Só viajem para o sertão em caso de extrema necessidade. Além do perigo iminente de acidentes, existe outra agravante: a incerteza permanente sobre qual trecho da estrada poderá ceder. Novos desvios surgem a cada dia.

O horário de chegada dos ônibus, que partem de Princesa em direção à capital paraibana, está imprevisível. Ontem, por exemplo, o veículo que deveria aparecer por volta das 19:00, somente deu as caras às 21:00. Uma das empresas já cancelou viagens para nossa aprazível terrinha.

(Mardson Medeiros)

 

VOLTAR

www.princesapb.hpg.com.br ou princesapb.sites.uol.com.br - Princesa (PB) está na internet!
Webmaster: Mardson Medeiros