NOTÍCIA

 

João Pessoa - PB, sábado, 21 de maio de 2005

 

Governo investe R$ 47 milhões em obras nas rodovias estaduais

"Em entrevista exclusiva concedida para o Portal do Governo do Estado,  o diretor-superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Inácio Bento de Morais, revela que através do programa ´Novos Caminhos´, o Governo do Estado terá restaurado, até o final do ano, 435 km de estradas, o que corresponde a 20% da malha rodoviária estadual."

Esta foi a manchete do dia 3 de abril de 2005, no Portal do Governo da Paraíba. Em certo momento da entrevista, Inácio Bento deixa escapar que o trecho "Teixeira-Maturéia, uma continuação da recuperação que fizemos entre Patos-Teixeira, agora está descendo até a região de Princesa Isabel." Em se concretizando a fala do diretor-superintendente do DER, os princesenses tem muito a comemorar. Mesmo assim, ainda restaria o segmento que engloba as cidades de Assunção, Taperoá e Desterro. Para os motoristas que viajam de João Pessoa a Princesa, utilizando as autovias paraibanas, este sempre foi o ponto crítico, por conter uma miríade de buracos.

Na semana passada, as obras estavam em andamento entre Teixeira e Maturéia, com as máquinas trabalhando a todo vapor. Vamos torcer para que realmente Princesa seja agraciada com o recapeamento.

(Mardson Medeiros)

 

EM PROFUNDIDADE

 

  LEGENDA:

- em verde: município com rodovia em bom estado de conservação;
- em vermelho: municípios com estradas danificadas;
- em amarelo:  municípios com asfalto em reforma.

     
  LEGENDA:

- em amarelo:  municípios com asfalto em reforma;
- em azul: municípios cujas estradas poderão sofrer reforma.

Adaptados do "Guia Rodoviário 2000", uma publicação da Revista "Quatro Rodas", editora Abril.

As cidades analisadas estão incluídas no percurso João Pessoa-Princesa Isabel, utilizado por muitos motoristas.

   

 

ENTREVISTA, NA ÍNTEGRA

Governo investe R$ 47 milhões em obras nas rodovias estaduais

3/4/2005 às 17:00
 

Evandro Pereira  
Restauração de rodovias e pavimentação de novas estradas beneficiam 2 milhões de pessoas.
Inácio Bento de Morais  

 

Em entrevista exclusiva concedida para o Portal do Governo do Estado,  o diretor-superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Inácio Bento de Morais, revela que através do programa "Novos Caminhos", o Governo do Estado terá restaurado, até o final do ano, 435 km de estradas, o que corresponde a 20% da malha rodoviária estadual.  

Veja a entrevista na íntegra:

Qual o objetivo do programa "Novos Caminhos" e qual o volume de investimentos previstos?

O programa Novos Caminhos teve início em junho de 2004, a partir do momento em que o Governo do Estado teve a garantia de repasse das verbas da CIDE (Imposto sobre Combustíveis), então o governador Cássio Cunha Lima lançou o "Novos Caminhos" que visa a recuperação e restauração de rodovias pavimentadas, a pavimentação de novas rodovias além da recuperação de trechos em estradas de terra. Desde junho de 2004 até março de 2005 já foram aplicados R$ 24 milhões neste programa, com previsão de aplicação de mais R$ 23 milhões até o final do exercício, o que totalizaria nesses dois anos a aplicação de R$ 47 mihões. Recursos do Tesouro Estadual, provenientes da CIDE.

Qual foi a meta do programa em 2004?

Na etapa do programa em 2004, a previsão era de recuperação de 291 km de rodovias totalmente restauradas, em diversas regiões do Estado, incluindo trechos que estavam em pior estado na malha rodoviária estadual e receberam prioridade. Esta meta está praticamente concluída. O governador Cássio Cunha Lima já entregou cerca de 69 km de rodovias restauradas, sinalizadas. Na sinalização, cumprimos à risca a orientação do governador de dar atenção especial e aqueles que têm utilizado essas estradas restauradas têm visto que também houve a aplicação de tachas refletivas para aumentar a segurança do usuário de nossas estradas.

Existem outras inaugurações de rodovias agendadas?

Agora no início do mês de abril está agendada uma ida do governador a Guarabira onde ele entregará o trecho Guarabira-Pirpirituba-Belém. São mais 23km de estradas totalmente recuperadas. Além disso nós temos já na fase de sinalização, o trecho Guarabira-Araçagi, com mais 10,4 km que está em fase final de restauração e início da sinalização. Nós temos ainda o trecho entre Santa Rita-Cruz do Espírito Santo, na PB-004, uma rodovia de importância econômica para todo o Estado, com 13 km restaurados. Este trecho era bastante reclamado pela população.

Temos entre São Bento-Brejo do Cruz, no alto Sertão, a restauração concluída, faltando sinalizar. De São Bento a Brejo do Cruz temos mais 15 km restaurados, e estamos continuando de São Bento-Paulista até a BR -427, com mais 32km em estágio avançado.

Destacamos ainda o trecho Teixeira-Maturéia, uma continuação da recuperação que fizemos entre Patos-Teixeira, agora descendo até a região de Princesa Isabel. São mais 10,5km também em ritmo avançado. Entre Mamanguape e Itapororoca há serviços em andamento, mais 12,4 km. Obras entre Catolé do Rocha-Brejo do Cruz até a divisa com o Rio Grande do Norte, (39,6 km). Temos ainda as obras no trecho Lagoa Seca-Lagoa Nova. Portanto, esta meta dos 291 km está praticamente cumprida. Teremos no máximo em 45 dias essa meta atingida.

O programa "Novos Caminhos" também contempla a pavimentação de novas rodovias?

Temos ações de pavimentação de novas rodovias também prevista no programa lançado em junho de 2004. É o caso da PB-323, que liga Catolé do Rocha-Brejo dos Santos-Bonsucesso e até a divisa com o Rio Grande do Norte no município de Alexandria. São 29 km de rodovias que estão sendo implantados também concluídos, faltando apenas a sinalização. Em breve o governador Cássio Cunha Lima estará na região de Catolé do Rocha para fazer a entrega dessa rodovia.

A Paraiba ainda tem municípios que não dispõem de ligação via rodovias pavimentadas?

 Atualmente são mais de 60 municípios paraibanos que não têm ligação através de rodovias pavimentadas e o governador se preoculpou com essa situação e determinou ao DER que desse prioridade no que fosse possível a essas ligações,então já no programa de 2004, fizemos ligação asfáltica em seis municípios: Serra da Raíz, o acesso a Alcantil, Barra de Santana, São Vicente do Seridó e no trecho que liga Mulungu a Gurinhém, isto com referência a 2004.

Na PB-071, trecho que liga Duas Estradas a Serra da Raíz, 2,5 km estão sendo pavimentados em paralelepípedo, trata-se de acesso a esses municípios. Além de serviços em estradas de terra que receberam melhorias significativas, com patrolamento e revestimento primário.


E quais são as metas do "Novos Caminhos" no exercício de 2005?

Na versão 2005 do programa "Novos Caminhos" nós já temos licitados e com a assinatura do contrato prevista para os próximos dias, de três trechos que apresentam pior estado de conservação: Alagoa Grande-Alagoinha (14,7 km), trecho Remígio-Arara-Sonânea-Bananeiras(3,4 km), Sousa-Uiraúna, com 36,9 km. Isto totaliza 83km que estarão sendo restaurados, e terão seus serviços iniciados. Vamos assinar o contrato e em seguida a ordem de serviço para que essas obras sejam iniciadas, já que os trechos apresentam sérios problemas e queremos rapidamente dar início a esta ação.

O programa prevê ainda a recuperação do trecho Itapororoca-Araçagi e como estamos fazendo já o trecho entre Mamanguape e Itapororoca, além de Guarabira-Araçagi, teremos todo o trecho que liga Guarabira a Mamanguape, também uma rodovia bastante importante para a economia do Estado, totalmente restaurada com essa ação.

Deveremos empreender recuperações na rodovia turística na PB-08, nos trechos onde houve rompimentos, além de algumas pontes que apresentaram um abatimento excessivo e sofrerão uma ação do DER este ano. Aí são mais 144 km previstos que somados aos 291 km da versão 2004 do "Novos Caminhos" teremos restaurados até o final do ano 435 km da malha rodiviária estadual. 

Em todos esses trechos, além da restauração em si, teremos a sinalização horizontal e vertical totalmente implantada com a aplicação de tachas refletivas para uma maior segurança dos usuários de nossas estradas. Temos ainda uma obra na estrada entre São Gonçalo e Nazarezinho até a BR 230. O serviço de terraplanagem está concluído e vamos entrar agora na fase de pavimentação e temos serviços em uma ponte e esta é uma meta da versão 2005 na pavimentação de novas rodovias.

Teremos também a pavimentação do trecho de 7km entre Puxinanã e Montadas; a continuação da pavimentação do acesso a Gurjão, são 12,7 km que ligam a BR-412, onde já existe cerca de 30% executados, vamos agora fazer a conclusão. 

Prevista também a pavimentação do acesso a Curral de Cima(5 km); acesso a Riachão do Poço; Pilões a Cuitegi, mais 12,6 km; o trecho entre Alhandra e Caaporã temos o projeto contratado, 7,7 km, uma obra economicamente muito importante por ser uma área de escoamento da produção e o governador Cássio Cunha Lima determinou que houvesse essa implantação do trecho que havia sido uma das poucas promessas que fez na campanha. Além de dois trechos que ligam a divisa da Paraíba com o Rio Grande do Norte. Vamos pavimentar o trecho Jacaraú a Nova Cruz(RN), além de São Mamede a divisa com o RN na cidade de Poeiras.

Com todas essas obras verificamos que o governador tem dado prioridade ao setor de estradas. Iniciamos com um programa de restauração de rodovias e chegaremos ao final do ano com 435 km de rodovias totalmente restauradas e estamos entrando numa fase de pavimentação de novas rodovias, dando prioridade aos acessos aos municípios, porque é intenção do governador Cássio Cunha Lima proporcionar uma melhor qualidade de vida aos moradores do nosso estado.

Que tipo de serviços são executados na restauração das rodovias estaduais?

A restauração nessas estradas compreende a restabilização da base nos trechos onde o pavimento se encontra mais danificado. Onde não há o comprometimento da base é feito o tapa-buraco e sobre isso é colocada uma camada de recapeamento e temos feito um trabalho criterioso para que possamos ter serviços duradouros.

Na realidade as obras do "Novos Caminhos" beneficiam a todos: paraibanos, turistas e caminhoneiros que cruzam a Paraíba, não é isso?

Nós podemos dizer que toda a população da Paraíba tem sido beneficiada, alguns mais diretamente porque utilizam as estradas todo dia. Nessa versão 2005 nós atingiremos cerca de 1,2 milhão de pessoas. (De acordo com o relatório de acompanhamento de obras do DER, a população beneficiada com a versão 2004 do programa "Novos Caminhos" é superior a 806 mil pessoas). Nós temos 2.250 km de rodovias estaduais pavimentadas na Paraíba e estamos recuperando 435 km, ou seja, cerca de 20% em apenas dois anos, estão sendo totalmente restaurados, daí se vê que a população beneficiada é algo extramente numeroso.

Além de termos rodovias com mais segurança física para os usuários, temos redução do tempo de viagem, redução dos índices de acidentes, do consumo de combustíveis e até de despesas com o conserto de automóveis, e isso tudo favorece toda a cadeia econômica do nosso Estado.

E sobre as rodovias turísticas?

Temos feito ações nas rodovias turísticas como é o caso da PB-008; o trecho São João do Rio do Peixe à instância termal Brejo das Freiras; ações em estrada de terra a exemplo da que liga Cabaceiras ao hotel "Cabana do Pai Mateus" que é um roteiro bastante procurado. Não fizemos pavimentação mas um revestimento primário que dá tranquilidade às pessoas. Então todo esse conjunto de ações nas estradas tem ajudado no desenvolvimento econômico da Paraíba.

 

(Portal do Governo da Paraíba, repórter Josélio Carneiro)

 

VOLTAR

Princesapb web! Princesa (PB) na internet!
www.princesapb.hpg.com.br ou princesapb.sites.uol.com.br